fbpx

Compra Coletiva é marketing?

por Natanael Oliveira

compras coletivas

Um dos novatos mais famosos e polêmicos da internet são as compras coletivas, todo mundo já ouviu falar, bem ou mal.

Não quero falar sobre origem, muito menos explicar como funciona o modelo de negócio da compra coletiva, até por que isso não é novidade para ninguém. Todo mundo já comprou ou conhece alguém que compra, que curte ou odeia a compra coletiva. Mas, afinal a compra coletiva é ou não uma ferramenta de marketing?

O bom e velho planejamento

Sem dúvida, uma das palavras mais utilizadas em qualquer estratégia de marketing será o planejamento, estabelecer metas, objetivos, riscos e traçar um plano de marketing é o primeiro passo para qualquer estratégia eficiente. Na compra coletiva não é diferente.

Lembram da cultura digital? pois bem, o mercado como nos conhecíamos ha um tempo atrás mudou, e como mudou. Os consumidores outrora tão passivos e quietos, agora destroem marcas,e fazem uma verdadeira revolução. Na minha opinião o mundo corporativo de um modo geral ainda não alcançou o novo cenário no qual estamos vivendo.

Isso todo mundo já sabe

Você pode dizer: “Essa história de que a internet mudou, etc e etc todo mundo já sabe”. Concordo, de fato a relevância da internet já é de conhecimento de muitos, porém, a valorização e o planejamento deixam bastante a desejar. Talvez exatamente por esse fato do: “Isso eu já sei” que vivemos um certo atraso no amadurecimento do ambiente digital.

E é nesse ponto que chegamos no contexto das compras coletivas. Imagine você, dono de um restaurante, salão, sorveteria. Possui um quantidade X de clientes por mês, investi em publicidade no jornal,tv,rádio buscando angariar novos clientes para o seu estabelecimento.

Será necessário um investimento, em criação, produção, para então aguardar que aquele investimento possa trazer novos clientes para conhecer o seu produto ou serviço.

A compra coletiva com planejamento, pode ser muito útil

A compra coletiva pula essas etapas, e direciona o investimento na preparação para receber novos clientes. Mas, é exatamente nesse ponto que é preciso chamar o nosso bom e velho conhecido Planejamento.

Aquele restaurante,salão,utiliza o modelo de compra coletiva apresenta um desconto para que novos clientes possam conhecer o seu serviço, para então ter a oportunidade de fidelizar aquele cliente.

Sem planejamento, não é marketing

A ideia deveria ser essa, apresentar um desconto, atrair novos clientes, pular etapas levando novos consumidores para “pertinho de você” e então fideliza-los. Simples assim.

Portanto, compra coletiva se torna marketing quando se existe um planejamento. Sem planejamento se resume apenas em uma “promoção de vendas” que muitas vezes de marketing não tem nada.

As empresas precisam entender que os consumidores já não são mais indivíduos isolados. Kotler em seu livro Marketing 3.0 fala exatamente sobre essa questão, onde os indivíduos são vistos conectados, as decisões já não ocorrem de maneira “inconsciente” mas, embasada em diversas informações.

E o que é mais importante, de ingênuo os consumidores não tem nada. Por esse motivo, somente quem souber realmente utilizar as compras coletivas como uma ferramenta de marketing conseguirá se manter, caso contrário a bolha já está estourando.

Gostou desse artigo? Indique para os seus amigos no Google.

Mais conteúdo

Deixe seu comentário